29 de nov de 2014

Passagem (...)



Lágrimas que eu derramei, sorrisos que eu dei, momentos que eu vivi... Passou.
Eu demorei a perceber. Ah já sei, deve ter sido porque eu fiquei muito tempo debruçada na mesma janela, tanto a das dores, quanto a das alegrias. Eu queria que o que fosse bom, durasse pra sempre, e achava que o sofrimento fosse infinito. Sempre fui de sonhar com amores perfeitos e duradouros, mas de me entristecer fácil com decepções um tanto quanto bobas. A vida é pra quem tem coragem de lutar, de engolir a seco as frustrações, e de sonhar com os pés no chão. Lembro das inúmeras vezes que eu insisti em vão, fingindo não ver a realidade. Chorei sem ser preciso, e o mundo ali acabava.
Santo tempo que põe tudo no seu devido lugar, e traz o que devemos ter: a percepção da passagem.
Passagem dos anos, dos meses, dos dias, horas... passagem dos maus e bons momentos, das más e boas pessoas. Tudo passa, troca de lugar, some ou soma... Não se sabe ao certo quando, mas vai passar. Ué, porque existe se vai passar? Para nos ensinar alguma coisa. Se for bom, que aproveitemos, além de aprender. Do contrário, que tomemos de lição. Nunca pensei que fosse capaz de saber de tudo isso um dia, por ser tão limitada ao meu mundo fofo que desmoronava...
É, olhando para mim hoje, vejo que eu precisava acordar e abrir mão de velhos pensamentos.
Tudo bem, errar faz parte. Passou...





12 de nov de 2014

Última Carta (...)



Fazia tempo que eu não visitava meu porão. Escuro, tão cheio de baús, tão cheio de cartas velhas, dentre elas, a primeira que você me escreveu. Lembro que fiquei espantada quando a recebi, até porque você nunca foi muito bom com as palavras. Mesmo com poeira, resolvi abri-la...

De: Roberto  
Para: Pamela

"Suas cores, seu jeito, sua bondade. É tudo tão lindo, assim como sua face delicada.
É o teu sorriso que move os meus dias, tão cheios de saudades a cada vez que se vai.
É a sua voz, que de longe, já me acalma. É o teu cheiro, é a tua presença, teu beijo. É você que eu amo e sempre amarei. Minha 'arg' rs"

Tudo muda, e troca de posição. As vezes a gente quer que o passado volte, por ter sido bom, mas não lembramos que no presente, ele não seria assim tão doce, e o futuro, talvez nem viesse a existir. Até eu entender isso, guardei essa carta até hoje. Chegou a hora de queimá-la.

Mais uma revirada, e eu encontrei algumas fotos. Éramos um par perfeito, com inúmeros defeitos, que eu, apaixonada, preferi chamar de 'meras diferenças'. Diferenças essas, que só aumentaram e nos levaram a outros pontos de vista. Um fora do outro. Independentes e indiferentes. Ainda bem, foto rasgada com sucesso.

O "eu te amo", virou "tanto faz". O abraço, virou um forçado "oi". Bruscas mudanças que me despedaçaram por completo. Demorei a aceitar, mas tudo nessa vida passa. Passou mesmo, assim, simplesmente. Ah, e retribuindo as cartas...

De: Pamela
Para: Roberto 

Um amor que me sufocou de tão maravilhoso, que me despedaçou, 
e ao mesmo tempo me ensinou muito. Muito obrigada por me fazer sofrer. Você só contribuiu na formação de uma Pamela muito mais forte, e preparada pra enfrentar obstáculos.
Não espero resposta, mas sim que você tente ser feliz. 

Abraços, Sr. Tanto Faz

28 de out de 2014

Pequena flor (...)



Dança a pequena flor.
Sem amarras, sem ofensas, sem dor.
Ama a pequena flor.
Com carinho, com verdade, com amor.

Flor sem espinhos, sem desalinho.
Tão bela, tão ela, tão dela.
Há muitos que se encantam, e por ela cantam.
Mal sabem da doce flor.

Perfuma os caminhos, só quer o que é seu.
Mesmo que demore, ou queira esperar.
Aquele que foi seu lhe sorri. Ela não pára de olhar.

Quem lhe confia segredos não se decepciona, e nem a abandona.
Ah essa flor... ilumina o mundo com sorrisos, arrisca sem ver.
Trilha a estrada tão liberta, tão certa.
O medo não é pário pra tanta força interior.

Parece tão simples a pequena flor...
Traz em si a coragem do tempo, a tranquilidade do vento.
Parece tão pequena, a pequena flor...
Poucos sabem, mas ela é grande. 
Traz consigo marcas inapagáveis, lições.
Um coração gigante, que guarda o que há de melhor da vida.

Que dance, que cante e encante sempre.
Que seja assim a cor da vida, pequena flor...



20 de out de 2014

Querer (...)



Só quero meu violão, e uma canção.
Quero sorrisos, um pôr do sol e minha paz.
A vida vem me ensinando muito, e dela eu vou sempre ser aprendiz.
Quero sentir a brisa no meu rosto, e aquele abraço.
Eu não sei por quanto tempo, então prefiro aproveitar sem me preocupar.

Na memória, trago as melhores lembranças. No coração só os sentimentos mais leves.
Porém precisei da harmonia dos ventos pra me realinhar.
Só o que nos convém deve ser prevalecido. Não chegaremos a lugar nenhum, dando importância ao desnecessário.

Só quero ser melhor que ontem, e construir o amanhã.
Escrever e aliviar minhas dores. Cantar e ouvir as notas me acompanharem.
Amar e ser amada, sentir e ser sentida. Viver a definição da felicidade.

A gente pode sonhar, querer, lutar, ser livre. 
Que as lágrimas nos ensinem a sorrir, e que a alegria seja contínua.
Que as quedas nos façam refletir, e assim ser cada dia melhor.
A gente pode, e deve ser muito feliz...









4 de out de 2014

Free Love (...)


As barreiras já não são mais limitações.
Além da realidade, 
a imaginação se desprende do que chamamos de correto.
Sopros de sonhos, 
balançam meus negros cabelos fazendo-me voar até você.
Na extensão do meu sorriso, 
é possível enxergar a alegria de uma alma liberta, pronta pra viver.
Que assim seja, que assim eu siga, 
e que eu siga até você liberta, longe de toda má energia.
As barreiras nos ensinaram a lutar e não temer.
Além da realidade, 
sinto sua presença tão colorida alegrando meu sono profundo.
Ao abrir os olhos, 
vejo que o sol é o teu amor.
Que assim seja, 
que assim sigamos e que a chuva venha regar nosso mundo.
As barreiras já não são mais limitações.
Além da realidade, 
eu te trago aqui, dentro de mim...

19 de set de 2014

Menina de Ferro (...)



Ela quis parar e seguir só. Trilhar caminhos seus, e não mais arriscar seu afeto.
Desde aquele quarto adeus, já não queria escrever uma nova história de amor.
Quis jogar a caneta no lixo, e ser feita de ferro.

"Nunca se sabe onde vamos parar. 
Dizer "nunca" a um destino tão incerto, é o mesmo que não dizer nada."

Ela se vestiu em uma armadura, no anseio de paz.
Conseguiu até o dia em que seu mundo parou pela quinta vez.
Lugar comum, um sentimento incomum.
De novo, sentia suas mãos gelarem, e sua face clara ficando vermelha.
Ele lhe deu um sorriso, e a olhou nos olhos ternamente naquele corredor de escola.

"- O que há com você garota? Depois de tanto sofrimento, deixar-se apaixonar mais uma vez? - Indagava a mente dela. Pobre razão, que acha que manda no coração."

Depois daquele momento, ele já não saia mais de sua cabeça.
Aqueles velhos planos já se desfizeram a essa altura.
Os tais caminhos eram em direção aquele moço,
Que todos os dias, lhe encantava com seu jeito manso de falar, de lhe abraçar.
Abraço esse, que certa vez, antecedeu um beijo que a fez esquecer do mundo.

"Sempre vão existir muitos começos depois dos finais."

Caminhando com ele, voltou a sorrir.
Revestiu-se mais uma vez de amor.
Ela resgatou a tal caneta, e novamente, começou a escrever:

"Mesmo caindo tantas vezes, é possível aprender a levantar.
E por mais que você tenha medo de cair de novo, lá vem a vida lhe provar que isso é bobagem.
Não somos feitos de pedra. Eu quis ser, mas meu coração não.
E com certeza todo mundo já deve ter quebrado a cara nessa vida, e se ainda não se recompôs, é normal. Cada um aprende o que se deve saber, em seu tempo.
O meu está sendo agora, amando outra vez. E pode ser que daqui a alguns anos, eu esteja de novo no chão, mas prometo aqui, que não mais eu direi nunca."

Guardou a folha em sua gaveta, e foi viver intensamente e feliz...





10 de set de 2014

Reticências (...)



A gente tenta,
A gente inventa,
Reinventa.
O amor inquieto no peito,
Não se contenta com ilusões.

Tempo vem, vai.
Dia passa e deixa pistas.
Noite cai, e a saudade só aumenta.
A gente sabe mas não quer entender.
A gente finge que não sofre.
A gente chora por sofrer, por querer.

Horas, são contadas pra se ver logo.
Mãos gelam, corpo treme, mesmo não sendo mais seu.
Eu sei que é assim.
A gente acha uma droga,
A gente quer sumir.

Não se põe um ponto final tão repente, em algo tão forte.
Sempre vão existir três pontinhos depois do fim,
Pra provar que não teve esse "fim".
Lembranças e músicas, brincadeiras e poemas não se perdem.
Assim como, NUNCA deixamos de amar...




28 de ago de 2014

Reencontro (...)



Além dos próprios sentidos,
O amor é algo que comanda o nosso coração.                                           
Não há outro jeito, outro mundo, outro olhar.
O que é seu em sentimento nunca se vai.

Primavera, verão, outono, inverno,
E uma vida inteira de emoções momentâneas.
Gente que fica e vai embora,
Gente que volta pra ir de novo.
Nada substitui, o tal vazio.

O tempo é o dono da razão.
Não era pra ser, porém, naquele momento.
Num dia inesperado,
Esse alguém chega e prova que esse tempo,
Foi capaz de fortalecer ainda mais os laços,
Superar o improvável, durar a vida inteira.
Todo reencontro acontece quando a gente menos espera.
Ou quando simplesmente, o amor verdadeiro
espera...




Te esperando ~ Luan Santana

19 de ago de 2014

Mar da vida (...)



Vai e vem, ondas de emoções.
Encontros, reencontros, encantos.
Tristezas, partidas.

Pena que voa leve no vento sul,
Sou mero detalhe no infinito mar.
Mar de águas, de lágrimas, de sorrisos.

Perigoso e tão precioso,
Que afoga ensinando a nadar.
Aprende quem é humilde.
Morre quem quer.
Vive quem corre pra areia,
Sem medo do que lá se esconde.

Dias, meses, anos.
O tempo corre junto ao sopro da brisa.
Levando o que não nos vale,
Trazendo o que há de servir,
Movendo as ondas do mar da vida...

22 de jul de 2014

Nova Página (...)


Coloquei o mundo no mudo,
E aumentei o volume da esperança.
Nem tudo está perdido,
Eu ainda tenho muito o que cantar.

Sou feita de amor,
Dos sentimentos verdadeiros.
Trago em mim, a sede dos sonhos,
As boas energias, e os melhores momentos.

Risadas, uma roda de amigos,
Família e liberdade.
Tesouros da minha vida.

Deus e minha fé.
Eu e meus defeitos.
Coisas que serão sempre parte de mim.

Livre e em paz.
Eu vivo, e escrevo uma nova página
No livro da minha história.




12 de jul de 2014

Uma última lágrima (...)




A noite flui tão fria...
Mais frio ainda, é o vazio aqui dentro de mim...

Na memória, estão vivos os poemas, frases e momentos,
Que me pareciam tão reais.
O tempo me mostrou que era engano meu.
Amargo engano, que me faz parar aqui e chorar.
Chorar a tristeza de um vago amor,
Que era tão profundo aos meus olhos.

Mas é só por hoje.
Só por essa noite.
As lágrimas vem pra retirar os pedaços,
Os cacos desse sentimento destruído.
A alegria sempre vem depois da queda,
Quando você se levanta, e consegue caminhar de novo, mais forte.

E comigo, não será diferente.
Mas por enquanto, eu fico aqui.

O vento frio vem secando a minha face,
E esfriando toda ternura que um dia eu dei,
Pra quem nunca mereceu-a.

A noite flui tão fria...
E o meu eu, congela de realidade...



Marina Elali ~ One Last Cry (Uma última lágrima)

1 de jul de 2014

Hesite (...)



Será que já agradecemos aqueles que nos amam?
Será que amamos o suficiente?
Será que estamos atentos?
Será que ajudamos? Que perdoamos? Ou não demos a mínima?
E se amanhã, não pudermos mais falar o que queremos?
E se de repente fosse nosso último dia de vida?
E se fosse o último dia de vida daquele que precisa da nossa atenção?
E se este, necessita do nosso carinho?
Será que não está na hora de dar trégua no orgulho?
Será que essa não seria a hora de mudar?
O futuro, pra você é quando?
Até quando vamos acreditar que o futuro é distante?
Até onde vai nossa capacidade de saber viver?
O que é viver afinal?

Perguntas que perpetuam em minha mente.
Que agora invade a sua também.

Respostas que de fato, Deus sabe responder,
Porém, é nosso dever trazê-las pras nossas vidas.

Desafios nos quais somos chamados a enfrentar,
E a aprender da maneira mais prática possível.

Que tenhamos fé, força e coragem!
Ao final da batalha, a recompensa é digna de um vencedor...

Cartas Ao Remetente ~ Rosa de Saron



29 de jun de 2014

Menina (...)

Ela se entrega, ela é intensa, e cheia de luz.
Ela ama, ama e ama sem medida.
Ela sonha como simples menina.
Ela não vê os perigos.

Há quem a acha boba.
Há quem a acha forte.
Mas somente ela mesma sabe o que é melhor.

Tempos difíceis cobriram sua vida,
E a tornaram mais real.
Ela descobriu sozinha, como reconstruir seu coração.
Ela soube que amar hoje em dia é apenas um verbo.

Ela poderia mudar.
Ela poderia desistir dos sonhos,
Ela poderia ser mais fria.
Mas não.
Ela sabe que a vida é feita de escolhas,
E escolheu continuar como é, simplesmente ela.

Ela enxerga, que é possível afastar o mal,
E fazer o sol brilhar em meio a tempestade.
Ela enxerga o amor,
E o que é viver de verdade...


16 de jun de 2014

Nos trilhos (...)

Meus cabelos negros, queimados do sol,
Já trazem a verdade da rigidez do meu caminho.
O quanto lutei, o quanto chorei, por amores errados,
Que levaram parte de mim.

Hoje eu sei que passa, fato.
Tudo nessa vida passa.

Meu rosto feliz, é um contínuo exercício
De poucas alegrias minhas.
O quanto perdi, o quanto caí, e sofri decepções.

Hoje eu sei que tudo se cura.
A cicatriz permanece apenas para nos lembrar,
Do quanto somos fortes.

Eu cansei de muita coisa.
Eu deixei muita coisa, mas não esqueci.
Aprendi e ainda aprendo.
Só resta amar-me.
Já amo demais aquele que me encanta.
Resta deixar o tempo fluir,
Sou mera criatura diante da sabedoria de Deus.
Resta apenas continuar caminhando...

29 de mai de 2014

Refletindo (...)


A vida é isso mesmo.
Dias de chances, 
Dias de consequências.
Amigos que ficam,
Colegas que vão,
Amores que perfumam o vento.

Sou até pequena demais pra entender.
Tudo é tão intenso e rápido.
Parece que foi ontem, que minha única preocupação
Era o meu desenho fofo de menina.
Em que o único amor que importava,
Eram dos meus pais.

Saudades das dores dos joelhos ralados,
De tanto cair depois de horas brincando.
Saudade da voz rouca do meu pai,
Que dava o norte da minha infância.

Enfim, os anos fluíram.
Eu aprendi muito,
Até mais do que deveria.
Hoje trago marcas e lágrimas,
Que se escondem nas curvas do meu sorriso.
Não que minha alegria não seja verdadeira,
Mas não é possível deixar vidros quebrados,
Intactos novamente.

Passou. Passado.

A vida é isso mesmo.
Dia de hoje,
Dia de amanhã,
Até um dia a gente deixar de existir...

27 de mai de 2014

Da cor do céu (...)


O cenário que me rodeia,
Permite acalma-me agora.
Silencio ao ouvir o vento,
E perco a noção do tempo.

É sem limites o sonho,
Sem fronteiras os pensamentos.
Me deparo com os nossos abraços,
Presos a minha memória.

Tão inexplicável é a tua lembrança,
Desafiante te amar.

A cor dos olhos teus,
Colore o meu mundo.
Da cor do céu é o nosso mundo.
Da imensidão da noite, é o tamanho do nosso amor...

24 de mai de 2014

Versos de Amor (...)


Caminho em tua direção.
Cada passo dado, posso ver
Que não é em vão, é por amor.

Anseio colorir os teus dias,
Assim como o teu olhar alegra meu coração,
Quero teu sorriso bobo,
A cada vez que eu perder o prumo,
Em meu jeito desajeitado.

Abraços meus serão seu porto seguro.
Assim como tua presença tão doce,
Perfuma o meu viver.

Quero ser inteira,
Quero ser a verdade,
A tua verdade,
O teu eterno querer.

Eu quero ser,
Pra sempre pra você...

Pra Você ~ Paula Fernandes

20 de mai de 2014

Nossa História (...)


Tempo.
Tão soberano quanto a imensidão do infinito,
Nos trouxe a verdade de nossos sentimentos.

Tão inocentes, incrédulos do que sentíamos,
Deixamos muito a dizer.
Mas, o que é pra ser será. Fato.

Assim, sem falar muito, sem reinventar,
Construímos uma base forte pro nosso amor.
Nos olhares, traçamos caminhos infinitos juntos.
Caminhos firmes, que hoje, conduzimos com nossos passos.

Passos de paz, traduzidos em cada sorriso.
Passos de alegria, traduzidos em cada olhar.
Passos de amor, traduzidos em cada beijo.

Enfim, cada momento ao seu lado
É profundo, especial.
E quem diria que depois de tantas incertezas,
Você seria o meu ponto de equilíbrio...

Meu eu em você - Victor & Leo

15 de abr de 2014

Livre-se (...)


Sofrimentos passados,
Sempre resultam em medo do futuro.
E o presente, acaba se tornando 
Um tempo de defesas, e lamentações.

Sabe, não deveria ser assim.
Coisas ruins acontecem, e sempre vão acontecer.
Cabe a cada um de nós absorver,
O que cada decepção pode nos ensinar.

Não ensinar quem é do bem, quem é do mal.
E sim, ensinar o que podemos modificar em nossos atos.
Lembre-se: somos obras inacabadas em fase de crescimento.
Cada dia, é uma oportunidade que temos de acrescentar mais um tijolo.

E não precisa temer, esses tijolos não cairão por enquanto.
Podem cair mais tarde, porém você vai se perguntar o porquê,
E quando souber a resposta, preservará os outros com mais sabedoria.

É sempre assim. A vida é um eterno aprendizado.
Prevenindo ou não, ninguém está livre dos erros.
Afinal de contas, eles foram feitos para que saibamos o que é certo.

Agora levante, ponha sua música favorita.
Dance até cansar. 
Abrace quem você ama, ame quem te ama.
Enfrente. Esqueça o medo. SEJA FELIZ!!!


1 de abr de 2014

Madrugada (...)



Minha cama abriga pensamentos.
Noites e noites em claro, 
Sem noção do tempo,
Perco-me, mergulhando no infinito eu.

O que dizer?
O que esperar?
O que fazer?

Quebro as barreiras dos sonhos,
E invento tal realidade, a felicidade.
Olho pro teto, incrédula dos raios
Primeiros do sol.

Sinais de uma viagem,
Em busca das respostas,
De perguntas do dia.

Sinais de caminhos traçados,
Tentando juntar meus pedaços.
Sinais meus, em minhas madrugadas.

Rosa dos Ventos (...)

E quando os ventos soprarem a leste,
Estarei lendo o poema que me deste,
Pra lembrar, e entender 
Que de amor, tu me vestes.

Ao sul, sinto a brisa que me leva
Ao teu encontro, a beira do mar azul...
Escuto tua voz, ao oeste infinito...
Me vem a lembrança do teu sorriso, 
Do teu rosto bonito.

Enfim, ele me viram ao norte,
Desejando que pra longe de ti,
Eu me transporte.

Essa rosa dos ventos de minha vida,
Que me vira e me revira,
Me permite te amar e não te tocar.

Agora, já não sei qual sopro me impulsiona,
Porém não irei a lugar algum,
Se este sopro não me levar até você,
E trazer o amor a tona...

29 de mar de 2014

Nosso mundo (...)

O coração se abre,
A boca de fecha,
Amor não falta.

Numa linguagem muda,
Digo aos seus olhos,
Que te olhar me ajuda,
Me livra e me cura.

Viajo em mim.
Sua voz encontro em meus pensamentos,
Cheias de mistérios do tempo.

A linguagem que muda,
Agora se faz viva, e me estuda.
Você diz, eu suspiro.
Você sabe bem quem sou.

Sorrisos próximos, carinhos,
Entro nesse clima, nesse paraíso.
Um mundo seu.

Um mundo que também é meu,
Que a língua do amor se deu,
E juntos, nos prometeu.
Um mundo inteiramente nosso...

20 de mar de 2014

A despedida (...)



Olhe em volta, e perceba tudo aqui.
Cenas de um passado,
Guardado em mim.

Parece, que o tempo parou
E estamos congelados nessa dor.

Feche os olhos, imagine o relógio andar
No futuro, podemos novamente amar.

Parece, que é melhor pra frente olhar.
Não convém, presos aqui ficar.

E assim, descongelo o coração,
Pra mais tarde, não morrer em vão.

Espero que você também haja assim,
Vai e seja muito feliz...

Estrada dos Sonhos (...)

Cabelos ao vento,
Coração valente,
Caminho a tentar e arriscar.

Certa do tempo,
Do trago aqui dentro,
Nada pode me abalar.

Nunca deixe a lágrima te enfraquecer.
Vá, e não pense em temer.

Passos firmes, se sonhar
É pra realizar.
Coragem, e nunca desanimar.

Há, um mundo pra se conquistar
E apenas uma vida pra se lutar...

Doce Brincar (...)


Confuso, incerto,
Inverto e acerto.

Nesse doce brincar,
Olhar atrai olhar.
Amor, vira amar.

Vento atrevido sopra,
Bagunça, revira, e te traz.
Futuro parece distante,
Porém agora, seu sorriso me dá paz.

Parei de recolher pedaços,
Melhor dar passos,
Reinventar, prosperar.

Deixo fluir, agir,
Se fazer eterno em mim.
Deixo estar, ficar,
Fazer-me te sentir, te quer,
Simplesmente viver... com você!







13 de mar de 2014

Relógio (...)

Minuto a minuto
A vida passa,
A hora chega,
O que te ameaça?

Jogue fora os segundos ruins,
Deixe-os reciclar e se fazerem
Centésimos de esperança.
Com fé, o que se deseja se alcança.

Faça acontecer, faça florescer 
Dias de amor, cheio de cor.
Relógios marcam o tempo,
Porém, somente você,
É o dono de cada momento...

9 de mar de 2014

Jardim (...)



O vento a soprar,
Trazia o perfume do amor.
O pensamento percorria teu sorriso,
Que não saía da memória.

Ao olhar o céu azul e límpido,
Podia ver suas cenas,
Que em mim eu guardava.
Sua doce voz ecoava
No silêncio do meu jardim.

A plenitude desse mero momento,
Alimentou-me a alma.
Basta que eu tenha a tua lembrança,
Assim, simplesmente.

Nas coisas simples é que se encontra 
A verdadeira paz.
Já eu encontrei você,
O verdadeiro sentido dos meus dias...

5 de mar de 2014

Meus Detalhes (...)


Trago em meu olhar,
A verdade da alma, paz, a calma.
Cada verso do meu poema,
A certeza, a proeza que é viver.

Meu canto de alegria,
É a trilha, a magia de sentir tal melodia.
Minha dança é o doce brincar,
De um coração que anseia amar.

Meu choro era de dor, 
Em um mundo sem cor.
O tempo tudo cura, 
E arrastou pra longe, aquelas lágrimas.

Hoje, por onde vou
Levo o amor.
O brilho do meu sorriso, é a verdade,
A simples felicidade
Que se escondia, na escuridão dos meus olhos,
Que agora, abraça a minha vida...

23 de fev de 2014

Amor Maior (...)

A luz do seu sorriso,
Me guiou na escuridão.
Estava perdida, e me encontrei na tua paz.

O aconchego do teu abraço,
A melodia da tua voz.
Tesouros que eu carrego em mim.

Já acreditei em alegrias falsas,
E promessas quebradas,
Que com o tempo, me partiram em pedaços.

Tudo bem, agora VOCÊ chegou.

Chegou pra mostrar,
Que somente quem ama de verdade,
É capaz de enfrentar o que for por alguém.
E sim, eu fui privilegiada.

No dia mais frio, mais cinza,
Suas palavras foram meu abrigo
Em meio ao silêncio, ao meu vazio.

Com um toque de destino,
Aquele coração tão magoado,
Dizia que era você, o amor verdadeiro.

Amor que protege,
Que enfrenta, que sonha,
Que ilumina, que guia,
E simplesmente... AMA.

Hoje não  mais choro, nem sofro.
Graças ao teu amar.
Simplesmente amo.
EU TE AMO ♥











21 de fev de 2014

Percepção (...)

Deixe-me aqui,
Quero falar comigo agora.
Escutar o meu coração, em meio a solidão.

Deixe-me aqui,
Estou tentando seguir os rastros.
Pistas do destino, pra evitar desatinos.

Desviei minha atenção,
Me encontrei tão perdida em mim.
Usei demais, palavras em vão,
E gritei em meio a escuridão.

Descobri que é preciso continuar,
Mesmo ferida, a insistir e implorar.
Na vida só há uma saída,
Mesmo que doída, é preciso caminhar,
Sem pra trás olhar...

Moça Rebelde (...)


Cabelos ao vento,
Pés descalços, 
Pôr-do-sol a iluminá-los.

Distintos como o suave som da viola,
E os acordes intensos da guitarra,
Estavam ali, juntos.

Nenhuma diferença é grandiosa,
Diante de um sentimento puro.

Aquela moça rebelde não era feliz.
Largou uma vida de riquezas,
Pra viver ao lado dele, que a fazia sorrir.
Aquele moço simples, que tinha guardado em si,
O mais valioso dos presentes: O seu coração.

O impossível não existe,
Quando há o verdadeiro amor.
E se um dia existir, jamais será amor de verdade.

O tempo passou,
E ele, mesmo sem ouro, sem jóias,
Lhe deu uma vida de rainha.

Vivem juntos, banhados de sorrisos, 
Paz, da simplicidade do canto dos pássaros...
 e o mais importante: 
 AMOR,
O cartão de visita da felicidade!


"Eu sei muito pouco,
Mas tudo o que aprendo me faz ser feliz"
Moça rebelde ~ Victor & Léo 

18 de fev de 2014

Silencie (...)

Preciso de paz, retirar-me.
Já falei mais do que devia,
Já agi muito sem pensar.
Feri a mim mesma, e feri quem me amava.

Preciso me encontrar,
De um rumo, de direção.
Não adianta modificar o passado,
Ele jamais voltará.
Fazer apagar, palavras que já foram ditas.

Nesse momento,
Me restam as lágrimas que escorrem,
Declarando minha culpa.
Além de imperfeita, ainda não me calo.

Aprende agora menina: SILENCIE!
Ouça o tempo, ouça o vento, ouça Deus.
Seu barulho, irá privá-la dessas dádivas da vida.
Silencie, e permita-se esperar.
Silencie. Xiu!


17 de fev de 2014

Doce Lembrança (...)


Leveza, pureza, sutileza,
Vejo em teu olhar.
Inocência, brincadeiras.
Aqui dentro, meu coração padece a cada gesto.

Não sei.
Talvez você saiba, ou não também.
Essas coisas de amor,
São um verdadeiro mistério.
Ninguém desvenda, ninguém diz o que é certo.

O tempo a passar,
Me trazem respostas que dizem teu nome.
Os ventos trazem tua lembrança.
Doce lembrança que me faz sonhar...

Distância não é o limite de um sentimento.
Daqui de longe, fico a te lembrar,
A te sentir, a te buscar.
Enfim, fico aqui a te amar.

14 de fev de 2014

Conselho


Sofrimentos e lágrimas, fazem parte da vida.
Não adianta querer fugir, querer fingir que não dói.
Já achei que ser forte, é engolir o choro e sorrir.
Ser forte na verdade é chorar, é ter a coragem de dizer: "eu perdi."
É aceitar a lição do destino.
Passamos o tempo todo, buscando a felicidade,
Querendo fugir da dificuldade.
Meus pensamentos bobos,
Diziam que ser feliz, é esquecer aquela dor.
Como esquecer? Se agora, ela é um capítulo da nossa história?
A palavra certa é "recomeço." 
Reescrever por cima de tudo com cautela, até superar.
Não adianta esquecer aquilo que sempre lhe servirá.
Enfim, viver é equilíbrio.
Lidar com a paz e com a guerra,
Com a dor e com o amor,
E se não fosse assim, sinceramente,
Viver não teria graça!


7 de fev de 2014

Apenas Um (...)

O calmo riacho,
O doce canto dos pássaros,
Aquele céu majestoso.
O cenário perfeito pra nós dois.

Eu, com coração terreno,
Cheio de amor e sonhos.
Você, com seu tímido jeito,
Olhando-me carinhosamente.

Sem palavras, sem pressa.
Sabia que o seu eu era meu,
E meu eu, era seu.
Mesmo sem diálogos,
Eu sempre soube o que quis.
Já havia entendido naquele momento.

Então os pássaros repetiram a música,
Para ser a trilha sonora do nosso beijo.
Beijo esse que nos embala os corações,
E nos faz sentir um ou outro.

E assim foi, é,
E enquanto um suspiro nos restar, será.
Sempre euvocê sem espaço, sem vírgula,
Porque somos apenas um...


Meu eu em você ~ Paula Fernandes

1 de fev de 2014

O Poder Do Tempo (...)


Depois de tanto chorar,
Ela decidiu sorrir.
Ela decidiu amar-se.

O tempo à fez entender,
O que ela não queria ver.

O jeans velho,
A blusa simples de sempre,
E mil sonhos.
Ela caminhava sorrindo.
O agora dela,
Era a vitória sobre o antes.

Fragilidade,
Transformada em força.
Ela traça o futuro, sem medo,
Ela já sabe dos riscos que é viver.
E continua.

O tempo à fez sábia,
Para que ela escolhesse,
O rumo certo.

Ela ainda é uma menina,
Porém dentro dela,
Existe uma mulher guerreira,
Que é visível em seu olhar.

O tempo à reconstruiu,
Para que ela pudesse se levantar.

Ela se tornou um exemplo,
Ela conheceu sua própria luz,
E deixou a escuridão.

O tempo à fez feliz,
De verdade.

27 de jan de 2014

A Praia (...)


O barulho das águas,
Silenciava-me.

Respirava fundo,
Respirava paz.

Brisa suave,
Que trazia sentido novo à vida,
E sopravam pra longe,
As marcas deixadas no coração.

Deixei ali os medos,
Meus erros, tudo que me pesava.

Sobre os finos grãos de areia,
Eu escrevi o início de uma nova história.

Naquela praia, pedi ao tempo
Que ele me refizesse por inteiro.
E a partir do meu sim, aconteceu.

Renovei-me,
Libertei-me...

O barulho das águas,
Marcaram o reinício...

25 de jan de 2014

Mantenha-se Firme (...)


Durante o caminhar,
Nossa batalha é árdua.

Existem situações,
Que fazem você querer largar o barco,
E ir em um outro rumo, desconhecido.
Se perder.

Existem pessoas,
Que vestem máscaras,
E fingem ser a sua salvação,
Quando na verdade,
Estão prontas para lhes dar,
Um golpe fatal.

Porém é preciso coragem.
Dizer sim ao impossível,
Encarar o medo.

As pessoas e as situações,
Vão se transformando mero detalhe,
Diante de tua força.

E sim, o cara lá de cima,
Sabe da sua luta, e vai te proteger.

Enquanto isso,
Aqui embaixo, continue caminhando.



23 de jan de 2014

Vivendo a Vida (...)


Cada capítulo, 
Uma surpresa, 
Uma descoberta,
Talvez, a incerteza.

Um suspiro,
E tudo pode mudar.
Abrir os olhos,
Já é o início do novo.

Não adianta inventar.
A vida dá um jeito de reinventar.
Mais cedo ou mais tarde,
Você verá essa verdade.

Moldar-se é o verbo diário.
Tirar lições de cada situação que se vive.
Seja pra continuar certo,
Ou começar a fazer certo.

Aproveitar, é a palavra de ordem,
Mesmo que o dia te vire do avesso.
E sabe, vai que o avesso te faça bem?
Faz abrir um sorriso, da forma
Como saiu em disparada, atrasada.
E como é bom dar risada disso.

Enfim, 
Eu nunca sei se estou certa,
E nem me preocupo.
Só sei que vou,
Ao avesso, ou do lado direito,
Moldando-me, e aproveitando.

Com esse meu jeito imperfeito,
Como qualquer ser...

21 de jan de 2014

Reconstruindo (...)

Se imaginasse o tamanho,
Do meu sorriso,
Quando vejo uma foto tua,
Jamais teria batido aquela porta.

Se escutasse meu coração,
Ao ouvir sua voz,
Jamais se calaria.

Queria que ouvisse
Minhas palavras agora.
As mudanças refletem nela.

Queria que me olhasse,
A verdade desses olhos,
Ao dizer-lhe o que sinto.

Mas enfim,
Sempre se paga,
O preço do tempo.

Não esperar,
Ou esperar de mais.

Só sei que errei,
E quero renovar-me.
Mas não sozinha.

Renove-se comigo.
Eu preciso apenas de você.
Vem meu amor...

Vem Andar Comigo ~ Jota Quest








15 de jan de 2014

Novo Ser (Versão 1.6)

Me transformo,
Pinto e bordo,
Faço o que tiver vontade.
Mas nunca esqueço do meu anel de coco.

Sou uma mistura de sensações,
Que se molda a cada amanhecer.
Mas não abandono, quem me faz feliz.

O meu espelho pequeno,
Minha sapatilha velha,
Meu violão,
Meus pequenos detalhes.
A eu de sempre.

Meu pensamento que voam,
Minhas percepções,
Formas de ver o mundo.
A nova eu...
Que a partir de hoje,
Se veste na nova era.

Bem vindos 1.6!



13 de jan de 2014

A voz (...)

Os sons do vento,
Naquele dia de sol,
Traziam a sua paz.

Aquele instante foi o meu porto seguro,
Tudo o que eu precisava.
Minha alma gritava socorro.
E foi ouvida pelo amor.

O dia ficou marcado.
Leveza e mansidão me envolviam.
E os sons daquele vento jamais saíram,
Dos meus ouvidos.
Era o som da sua doce voz,
À me dizer 'eu te amo'.








7 de jan de 2014

Conclusões (...)

Momentos passam,
E deixam lembranças.

O que vivemos não foi em vão,
E jamais será esquecido.
Cada sorriso, cada palavra,
Cada carinho.
Guardo em meu eu, com ternura.

Nada nessa vida é por acaso.

Não me arrependo da nossa história,
Fui feliz e colhi as lições. 
Amar nem sempre é ter razão.
Amar é sentir, e ir levada pelo sentimento.
Amar não precisa do esforço, 
E sim da verdade.
Amar não é apenas o calor de um beijo,
E sim a pureza de uma troca de olhares inocente,
Enquanto seu coração bate aceleradamente.
Foi com você que aprendi tudo isso.

Nem tudo é pra sempre

Passaríamos o resto da vida,
Desfrutando desse amor, dessa nossa fase.
Enfim, você quis seguir seu caminho.
Não tive escolha, e segui o meu também.
Mas eis que o tempo jamais pára,
E não significa que foi o fim.
Sei que no fundo do seu coração,
Existe meu eu,
E no fundo do meu coração,
Existe o seu eu.

Porém a vida continua...

4 de jan de 2014

Perdão (...)

Alívio das dores,
Conforto à alma,
E do coração.

O quão importante é o perdão!

Renascem as flores entre as pedras,
Sela o amor e a verdade
Entre criaturas.

Veja o quão precioso é o perdão!

Quebra as barreiras,
Faz esquecer o orgulho,
Abrir a mente.

Veja o quão divino é o perdão!

Mesmo que lhe custe o ego,
Perdoe.
Por mais sofrida seja a dor,
Perdoe.
Mesmo que não estando feliz,
Perdoe.

Eu sei não é simples, 
Como o abrir dos olhos,
Mas que tal tentar?
Depois divida comigo a grande dádiva.

Verás: o perdão é a chave para a paz!

Viva a vida, menina (...)


Extravase,
Liberte-se,
Encontre-se,
Ame-se.

A vida é uma só.

Esteja presente,
Faça valer,
Vá em frente.

A chance é única.

Solte os cabelos,
Sinta o vento,
Deixe que ele te abrace.

Acorda menina!

A vida é uma só,
A chance é única,
E o tempo voa rápido demais,
Pra você ser só mais uma no mundo.

Viva a Vida!

1 de jan de 2014

Um novo capítulo (...)

                                                                                   As páginas estão em branco,
Uma nova fase começa.

Coração feliz,
Cheio de planos.
Em um outro horizonte.

Hora de escrever a nova história.

Passado trancado a sete chaves,
Amores que frustraram,
Pessoas que magoaram.
Tudo foi perdoado.
Passou.

A vida recomeça.

Renova-se a esperança,
A fé de que tudo vai ser diferente,
Ao nosso incessante querer.

As páginas estão em branco,
É um novo capítulo,
Mais uma grande chance de ser feliz...



© Blog Personalizado - Blog Tweed - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Thaís Oliveira.
Tecnologia do Blogger.