23 de fev de 2014

Amor Maior (...)

A luz do seu sorriso,
Me guiou na escuridão.
Estava perdida, e me encontrei na tua paz.

O aconchego do teu abraço,
A melodia da tua voz.
Tesouros que eu carrego em mim.

Já acreditei em alegrias falsas,
E promessas quebradas,
Que com o tempo, me partiram em pedaços.

Tudo bem, agora VOCÊ chegou.

Chegou pra mostrar,
Que somente quem ama de verdade,
É capaz de enfrentar o que for por alguém.
E sim, eu fui privilegiada.

No dia mais frio, mais cinza,
Suas palavras foram meu abrigo
Em meio ao silêncio, ao meu vazio.

Com um toque de destino,
Aquele coração tão magoado,
Dizia que era você, o amor verdadeiro.

Amor que protege,
Que enfrenta, que sonha,
Que ilumina, que guia,
E simplesmente... AMA.

Hoje não  mais choro, nem sofro.
Graças ao teu amar.
Simplesmente amo.
EU TE AMO ♥











21 de fev de 2014

Percepção (...)

Deixe-me aqui,
Quero falar comigo agora.
Escutar o meu coração, em meio a solidão.

Deixe-me aqui,
Estou tentando seguir os rastros.
Pistas do destino, pra evitar desatinos.

Desviei minha atenção,
Me encontrei tão perdida em mim.
Usei demais, palavras em vão,
E gritei em meio a escuridão.

Descobri que é preciso continuar,
Mesmo ferida, a insistir e implorar.
Na vida só há uma saída,
Mesmo que doída, é preciso caminhar,
Sem pra trás olhar...

Moça Rebelde (...)


Cabelos ao vento,
Pés descalços, 
Pôr-do-sol a iluminá-los.

Distintos como o suave som da viola,
E os acordes intensos da guitarra,
Estavam ali, juntos.

Nenhuma diferença é grandiosa,
Diante de um sentimento puro.

Aquela moça rebelde não era feliz.
Largou uma vida de riquezas,
Pra viver ao lado dele, que a fazia sorrir.
Aquele moço simples, que tinha guardado em si,
O mais valioso dos presentes: O seu coração.

O impossível não existe,
Quando há o verdadeiro amor.
E se um dia existir, jamais será amor de verdade.

O tempo passou,
E ele, mesmo sem ouro, sem jóias,
Lhe deu uma vida de rainha.

Vivem juntos, banhados de sorrisos, 
Paz, da simplicidade do canto dos pássaros...
 e o mais importante: 
 AMOR,
O cartão de visita da felicidade!


"Eu sei muito pouco,
Mas tudo o que aprendo me faz ser feliz"
Moça rebelde ~ Victor & Léo 

18 de fev de 2014

Silencie (...)

Preciso de paz, retirar-me.
Já falei mais do que devia,
Já agi muito sem pensar.
Feri a mim mesma, e feri quem me amava.

Preciso me encontrar,
De um rumo, de direção.
Não adianta modificar o passado,
Ele jamais voltará.
Fazer apagar, palavras que já foram ditas.

Nesse momento,
Me restam as lágrimas que escorrem,
Declarando minha culpa.
Além de imperfeita, ainda não me calo.

Aprende agora menina: SILENCIE!
Ouça o tempo, ouça o vento, ouça Deus.
Seu barulho, irá privá-la dessas dádivas da vida.
Silencie, e permita-se esperar.
Silencie. Xiu!


17 de fev de 2014

Doce Lembrança (...)


Leveza, pureza, sutileza,
Vejo em teu olhar.
Inocência, brincadeiras.
Aqui dentro, meu coração padece a cada gesto.

Não sei.
Talvez você saiba, ou não também.
Essas coisas de amor,
São um verdadeiro mistério.
Ninguém desvenda, ninguém diz o que é certo.

O tempo a passar,
Me trazem respostas que dizem teu nome.
Os ventos trazem tua lembrança.
Doce lembrança que me faz sonhar...

Distância não é o limite de um sentimento.
Daqui de longe, fico a te lembrar,
A te sentir, a te buscar.
Enfim, fico aqui a te amar.

14 de fev de 2014

Conselho


Sofrimentos e lágrimas, fazem parte da vida.
Não adianta querer fugir, querer fingir que não dói.
Já achei que ser forte, é engolir o choro e sorrir.
Ser forte na verdade é chorar, é ter a coragem de dizer: "eu perdi."
É aceitar a lição do destino.
Passamos o tempo todo, buscando a felicidade,
Querendo fugir da dificuldade.
Meus pensamentos bobos,
Diziam que ser feliz, é esquecer aquela dor.
Como esquecer? Se agora, ela é um capítulo da nossa história?
A palavra certa é "recomeço." 
Reescrever por cima de tudo com cautela, até superar.
Não adianta esquecer aquilo que sempre lhe servirá.
Enfim, viver é equilíbrio.
Lidar com a paz e com a guerra,
Com a dor e com o amor,
E se não fosse assim, sinceramente,
Viver não teria graça!


7 de fev de 2014

Apenas Um (...)

O calmo riacho,
O doce canto dos pássaros,
Aquele céu majestoso.
O cenário perfeito pra nós dois.

Eu, com coração terreno,
Cheio de amor e sonhos.
Você, com seu tímido jeito,
Olhando-me carinhosamente.

Sem palavras, sem pressa.
Sabia que o seu eu era meu,
E meu eu, era seu.
Mesmo sem diálogos,
Eu sempre soube o que quis.
Já havia entendido naquele momento.

Então os pássaros repetiram a música,
Para ser a trilha sonora do nosso beijo.
Beijo esse que nos embala os corações,
E nos faz sentir um ou outro.

E assim foi, é,
E enquanto um suspiro nos restar, será.
Sempre euvocê sem espaço, sem vírgula,
Porque somos apenas um...


Meu eu em você ~ Paula Fernandes

1 de fev de 2014

O Poder Do Tempo (...)


Depois de tanto chorar,
Ela decidiu sorrir.
Ela decidiu amar-se.

O tempo à fez entender,
O que ela não queria ver.

O jeans velho,
A blusa simples de sempre,
E mil sonhos.
Ela caminhava sorrindo.
O agora dela,
Era a vitória sobre o antes.

Fragilidade,
Transformada em força.
Ela traça o futuro, sem medo,
Ela já sabe dos riscos que é viver.
E continua.

O tempo à fez sábia,
Para que ela escolhesse,
O rumo certo.

Ela ainda é uma menina,
Porém dentro dela,
Existe uma mulher guerreira,
Que é visível em seu olhar.

O tempo à reconstruiu,
Para que ela pudesse se levantar.

Ela se tornou um exemplo,
Ela conheceu sua própria luz,
E deixou a escuridão.

O tempo à fez feliz,
De verdade.
© Blog Personalizado - Blog Tweed - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Thaís Oliveira.
Tecnologia do Blogger.