1 de abr de 2014

Rosa dos Ventos (...)

E quando os ventos soprarem a leste,
Estarei lendo o poema que me deste,
Pra lembrar, e entender 
Que de amor, tu me vestes.

Ao sul, sinto a brisa que me leva
Ao teu encontro, a beira do mar azul...
Escuto tua voz, ao oeste infinito...
Me vem a lembrança do teu sorriso, 
Do teu rosto bonito.

Enfim, ele me viram ao norte,
Desejando que pra longe de ti,
Eu me transporte.

Essa rosa dos ventos de minha vida,
Que me vira e me revira,
Me permite te amar e não te tocar.

Agora, já não sei qual sopro me impulsiona,
Porém não irei a lugar algum,
Se este sopro não me levar até você,
E trazer o amor a tona...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Blog Personalizado - Blog Tweed - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Thaís Oliveira.
Tecnologia do Blogger.