13 de jan de 2014

A voz (...)

Os sons do vento,
Naquele dia de sol,
Traziam a sua paz.

Aquele instante foi o meu porto seguro,
Tudo o que eu precisava.
Minha alma gritava socorro.
E foi ouvida pelo amor.

O dia ficou marcado.
Leveza e mansidão me envolviam.
E os sons daquele vento jamais saíram,
Dos meus ouvidos.
Era o som da sua doce voz,
À me dizer 'eu te amo'.








2 comentários:

© Blog Personalizado - Blog Tweed - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Thaís Oliveira.
Tecnologia do Blogger.