22 de nov de 2013

Poeira (...)

Leve e livre
Formada de rumos incertos,
Dos sopros da vida...
Assim é meu ser.
Cheio de mistérios, sem destino.

Como poeira no vento,
Como sopro sem motivo

Simples e oculta,
Me faço em silêncio.
Calei. Deixei de expressar
O que não tem sentido.

Como poeira no vento,
Como sopro sem motivo

Inteira, imperfeita,
Incerta e minha...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Blog Personalizado - Blog Tweed - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Thaís Oliveira.
Tecnologia do Blogger.