27 de set de 2016

Pedaço de papel (...)


Num pedaço de papel, tentei fazer poesia pra você.
Daqui só saem palavras, soltas como nossas bocas num beijo.
O cheiro de café que recorda nossa loucura por uma tarde juntos.
As minhas cadeiras de madeira na sala, que acolhem e são berço de sentimentos.

Como pensar em rimar? Eu só sei te amar!
Amei, amo, amarei. De todas as formas do verbo em gramática e prática.
Permita-me, o atrevimento de lhe chamar de meu.

Tempo passa, te ver tem cada vez mais graça.
Graça eu perco, quando a saudade aperta.
Eu juro que tentei organizar os versos, mas o seu olhar me desmonta.

Melhor te fazer carinho. 
Aproveitar que os caminhos são um. E o nosso amor, a trilha sonora...


Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Blog Personalizado - Blog Tweed - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Thaís Oliveira.
Tecnologia do Blogger.